inspire-se category image
6 de setembro de 2017

Autoajuda – o vício desse século

Inspire-se

Os textos de autoconhecimento e autoajuda tem sido o grande vício desse século.
As pessoas estão consumindo palavras motivacionais em altas doses como se fossem melhorar dos problemas que encrencam a vida, e de fato melhoram, momentaneamente.
Então procuram novos textos, novas frases, novos vídeos, ávidos pelo aconchego das belas palavras e pelo consolo de histórias sobre pessoas que venceram.

Isso traz a confiança necessária para enfrentar os próprios desafios.
Mas logo olham para fora e voltam para aquela vida medíocre e vazia que tanto lhes atormenta.

A autoajuda virou droga.
O sujeito viciado precisa de doses cada vez maiores para se consolar e alimentar faíscas de esperanças que irão se desfazer logo que fecharem o livro, ou essa mensagem no celular, no caso.
Imagens bonitas de pessoas em paz, símbolos zen e yoga fazem as vezes de fundo de tela e ideal de vida, e frases filosóficas permeiam as definições de redes sociais como uma lápide: aqui jaz a minha vida perfeita.

Só que não.
Porque essa droga tem um efeito colateral severo,  causador de vazios absurdos e tristeza profunda inexplicada.
Ela mascara a sua verdade.
Engana o seu ego.
Domina a sua autenticidade.
Os dependentes desse vício passam o dia curtindo coisas lindas, mas vivendo uma vida sem graça.
Sentem inveja daquela que gostariam que fosse a sua verdadeira realidade e por isso se auto enganam fingindo-se sábios poetas da vida.
Cuidado!

Você pode estar preso em uma fantasia.

– eu sou Andreza Frasseto e eu amo você.

Gratidão pela leitura.