para-inspirar category image
23 de março de 2016

Aquilo que você ama e aquilo que você odeia serão seus – sem exceção

Para Inspirar

Roman-Mordashev-2-696x696Você é um ímã.
Esse é o segredo.
Você é um ímã que atrai exatamente aquilo que você mais vibra.
E quer você acredite nisso ou não, continuará sendo esse ímã.

Analise comigo; se você odeia um certo partido político ou um certo estilo de vida acaba encontrando isso o tempo inteiro. Por que? Porque está vibrando na frequência do partido ou do estilo de vida, ou seja, está vibrando exatamente na frequência daquilo que não quer receber. Logo, recebe mais possibilidades de materializar aquilo que vibra. O mesmo acontece quando você passa o dia falando sobre a miséria, as dificuldades e a falta de sorte.

Entenda uma coisa. O Universo não ouve sua voz como um pedido. Ele capta suas vibrações. Então se você está pedindo para ele te livrar de uma determinada pessoa, mas passa o dia todo pensando no quanto você odeia essa pessoa ele entende que você quer ver ela. E atrai mais dela para você.

Entendeu?

Aquilo que você ama e aquilo que você odeia serão seus – sem exceção.

A vibração do ódio não vai fazer nenhum mal e nem resolverá uma determinada situação. Ela vai simplesmente trazer mais disso para você.

O Universo é tão bondoso, tão gentil e tão generoso que ele sempre vai atender suas ondas vibracionais materializando possibilidades infinitas para a realização daquilo que você mais produz.

Isso também se aplica ao amor.

Acontece que a maioria de nós acaba dedicando mais energia ao ódio que ao amor. Ao invés de focarmos no poder multiplicador imensurável do amor, nós preferimos focar no poder destrutivo do ódio e como um tiro no próprio pé acabamos por materializar nossos piores pesadelos.

Por isso a partir desse momento sinta todo o poder de ser um ímã humano e esteja atento àquilo que está vibrando. Seu futuro está na vibração de seus pensamentos.

Com alegria e gratidão,
Namaste_/\_

  1. Tatiana Cavazim disse:

    Não haveria melhor momento para ler essas linhas.
    Gratidão